Advogada Cubana fica indignada com nosso Conselho de medicina que insulta médicos cubanos


recebido por email de @cidoli Grata compa!

Es indignante que un Consejo de Médicos se abrogue el derecho de insultar a profesionales de la medicina reconocidos internacionalmente y por la OMS, como el hecho de que Cuba tiene más médicos en el mundo en funciones de salud y de solidaridad que toda la OMS junta, o sea, que los médicos brasileños no han sido capaces de dotar al mundo de 20 mil profesionales de la salud para garantizar un objetivo del milenio “SALUD PARA TODOS”.

Es indignante que aseguren que esos 6 mil profesionales están desempleados en Cuba. En nuestro país no existe ni un médico desempleado. Todos tienen suficiente espacio para trabajar y son reconocidos por la sociedad cubana, quien quiere a sus médicos y enfermeras y siempre se refiere a ellos con cariño y lealtad a los principios que los formaron en nuestra Revolución.

Pero puede comprobarse con los ciudadanos de otros países que confían su salud a nuestros médicos y viajan desde diferentes países, aún con mucho dinero y desde el mundo occidental desarrollado, a tratarse diferentes afecciones en nuestro país. No creo que cedamos un espacio ante ningún profesional en el mundo.

Para más, nuestros médicos tocan a los pacientes, los auscultan con sus manos y oidos, los miran y no solamente a través de equipos sofisticados, que no son instalados en las comunidades pobres, por razones obvias.

Vergüenza debería darle a cualquier médico de cualquier país, si tiene que recibir extranjeros para que se trasladen a los lugares pobres, intrincados, lejanos y que aún se desconoce cuál es el estado de salud que presentan sus habitantes. Cuba ha hecho pesquisas médicas en Venezuela, en Bolivia, en Ecuador y en Nicaragua, de suficiente profundidad como para detectar las discapacidades que estaban ocultasy que ahora saltaron a la luz y las personas tienen atención médica.

El tiempo dará la razón. Los pobres no perderán la oportunidad de tener un médico.

Te hago una anécdota de un hecho ocurrido hace unos 20 años. Una compañera mía estaba en Panamá y su hijo se cayó y se partió la barbilla. Desesperada fue al primer hospital que encontró pero como era diplomática la llevaron a un hospital privado. El médico limpió la herida, la revisó y le dijo: señora hasta aquí son tantos dólares. Pero para coser su herida necesito saber si tiene usted dinero para pagarla.

Ella sencillamente le dijo: De donde vengo los médicos no hacen esas preguntas. Atienden al paciente que lo necesita. Entonces el médico le preguntó: de dónde es usted señora y ella le respondió: SOY CUBANA.

El médico se sonrojó y le dijo: Disculpe, yo estudié en Cuba también. Cosió la herida del niño y no pidió ningún dinero.

Ejemplos como esos sobran en Paquistán durante un terremoto, en Nicaragua y Perú, en Venezuela, en toda África, en Paraguay, Bolivia, en los países del Caribe, en Haití durante una epidemia de cólera donde los demás médicos hicieron mutis.

Disculpa pero es humillante para un país pequeño como Cuba, que un gigante como Brasil, un continente por sí solo, denigre a nuestros médicos, humildes, sin dinero, pero con un corazón en medio del pecho, con conciencia de su labor, que los convierte a hombres y mujeres, enverdaderos gigantes del mundo.

Tu si, tienes conocimiento y prueba de ello. Te autorizo a publicar esta nota en la página web de acoso, porque lo que han dicho es un hecho de VIOLENCIA contra una profesión tan digna como la del Ejército de las Batas Blancas cubano.

Lydia Guevara
Advogada Cubana

Sobre midiacrucis

Rompendo o apartheid-midiático. Buscando informações que o PIG omite, distorce, oculta...desinforma.
Esse post foi publicado em América Latina, Brasil, Cidadania, Cuba, Dilma, Direitos Humanos, Midia Venal, neoliberalismo, PIG, Política, PT, Saúde e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

11 respostas para Advogada Cubana fica indignada com nosso Conselho de medicina que insulta médicos cubanos

  1. Sala Fério disse:

    Se o pessoal do próprio conselho encarregado de fiscalizar o exercício da profissão no país, mas que não o fiscaliza e cobra para não fazer nada (só age quando impelido por uma denúncia em que constem todos os dados, inclusive os de quem denuncia), imagine como é a classe médica. Quem é que dá duplo plantão – um fantasma, na rede pública, e outro efetivo na rede privada? Quem leva pacientes particulares para fazerem exames, fora da fila, na rede pública?

  2. Juliano disse:

    Cara, Lydia Guevara, primeiramente quero parabenizar pela sua preocupação e defesa de seus profissionais e que também são meu colegas de profissão. Concordo que é indignante algumas pessoas brasileiras denegrirem o médicos cubanos com discursos xenofóbicos. Entendo perfeitamente tudo que escreveu sobre a dedicação e entrega completa dos seus médicos ao seu trabalho…e isso também acontece com muitos médicos brasileiros.

    A respeito dos cubanos se entregarem também às ajudas humanitárias mundo afora, não quer dizer que os médicos brasileiros também não o façam; E fazem! O Brasil ainda participa e muito mais que Cuba com ajuda militar, financeira e política, intervindo nos conflitos diretamente na tentativa de estabelecer pazes…Não é atoa que o Brasil está com um “pé dentro”do Conselho de Segurança da ONU, quase se tornando um dos membros permanentes.

    Quando você diz que é humilhante o Brasil ter denegrido os Cubanos, é uma falácia! Alguns indivíduos (que inclusive não merecem atenção) que são brasileiros o fizeram, mas não todo o Brasil. Muitos de nós reconhecemos o povo cubano, assim como seus médicos, como pessoas respeitáveis e muitos um exemplo como seres humanos. Não obstante há um pequeno detalhe que você talvez não se atentou: Apesar de sermos todos seres humanos (Homo sapiens), temos ideologias sociais e políticas totalmente distintas…vocês são socialistas, ou tentam ser; nós somos capitalistas e não queremos o socialismo! Isso é imperativo.

    Portanto, o seu discurso é totalmente cabível e respeitável, mas pouco efetivo frente ao problema vigente. O problema é nosso, e não de Cuba. Os políticos conjuntamente com o povo brasileiro é que têm que resolver isso tudo.

    Abraço ao povo cubano, principalmente aos meus colegas médicos daí, e que são cubanos!

    Juliano Nascimento, médico da ESF com dedicação exclusiva no Brasil.

    • midiacrucis disse:

      SR. Juliano Nascimento,

      “vocês são socialistas, ou tentam ser; nós somos capitalistas e não queremos o socialismo! Isso é imperativo.”

      Além de arrogante é grosseiro e mal-educado. Se engana quando coloca TODOS os brasileiros no seu “balaio capitalista”, isto sim é uma falácia! Portanto imperativa é a sua arrogância e rudeza.

      Eu, com certeza milhões neste país querem sim a medicina socialista, onde todos os brasileiros, conforme a Constituição Federal, tenham direito à Saúde.

      O senhor alinha seu pensamento com a “reserva de mercado” mas milhões de nós alinhamos nossos pensamentos e ações em Reserva de Saúde, humanista e solidária.

      A saúde é um direito constitucionalmente assegurado a todos, inerente à vida, bem maior do homem, portanto o Estado tem o dever de prover condições indispensáveis ao seu pleno exercício.

      A Constituição Federal de 1988 foi a primeira constituição brasileira a positivar o direito a saúde como direito fundamental.

      O art. 196 de nossa Constituição em vigor preceitua que “A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantindo mediante políticas sociais e econômicas que visem a redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal igualitário às ações e serviços para a sua promoção, proteção e recuperação.”

      Dra. Lydia Guevara que é advogada sabe, perfeitamente, que cabe ao Governo e ao Congresso a decisão mas parece que o senhor não entende e se alinhou rapidamente a gritaria histérica do presidente da CFM. Não há a necessidade de ter receios de perder seu consultório em alguma capital ou grande cidade…contenha-se!

      • Juliano disse:

        Caro anônimo (não sei se midiacrucis é seu nome ou sobrenome), primeiramente bom dia!
        Com certeza o que escrevi não foi entendido, pelo menos por você.
        É ÓBVIO que também quero uma medicina igualitária para todos!!! Primeiramente porque sou médico e sei que o paciente é o mais importante que existe na vida de um médico (AO MENOS NA MINHA VIDA PROFISSIONAL, O É!); segundo porque é constitucional e terceiro porque a UNIVERSALIDADE é um dos princípios do SUS.
        Quando eu disse que não queremos o socialismo, referi-me à ideologia política cubana e não exclusivamente da medicina brasileira. O Brasil é capitalista e isso é evidente, pois o que mais se houve nos discursos dos gestores federais ultimamente é a respeito do crescimento econômico frente às parcerias internacionais de comércio. Portanto o próprio governo federal deixa muito bem claro que o Brasil é um país capitalista e que NÃO quer o socialismo. Espero ser entendido agora.
        Sobre Lydia Guevara ser advogada e “bem entender” que a responsabilidade é do governo, ela em nenhum momento discursou tecnicamente. É um discurso estritamente político socialista, assim como o seu nessa resposta recheada de revolta ao sistema. Não sei onde você reside, mas se for no Brasil (que a meu ver nunca será socialista), sugiro mudar-se para um país que o seja e tentar ser feliz.
        Tanto não fui entendido que você nem se atentou quando escrevi que sou médico da Estratégia Saúde da Família (ESF), um programa do SUS, e dedico-me EXCLUSIVAMENTE a isso desde que me formei como médico. NÃO resido numa capital ou grande cidade, NÃO tenho consultório particular e nunca tive e NÃO sou rico.
        Resido na cidade onde cresci, de 6 mil habitantes urbanos no interior da Bahia, repito, NÃO tenho consultório particular, trabalho exclusivamente para o SUS numa Unidade Básica de Saúde existente na zona rural, assisto aproximadamente 700 famílias (~ 3000 pessoas), e, conjuntamente com a equipe da qual faço parte, melhoramos e muito os indicadores de saúde dessa população; sou presidente do conselho local de saúde (que foi montado já na minha assistência como médico de família) daquela comunidade rural e avançamos gradativamente no que tange a mais melhorias na qualidade de vida local.

        Depois dessa, entendi porque seu blog possui relativamente pouquíssimos participantes, pois numa democracia onde vivemos, o Brasil, a parcialidade da imprensa não deve existir, e vejo que você não respeita isso. Na verdade, eu adoraria ter lido uma resposta de Lydia Guevara e jamais do moderador, dono, sei lá, deste blog.
        Você já leu o blog de Luís Nassif? Está ocorrendo uma ótima discussão a respeito desse tema.

        http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-questao-da-vinda-dos-medicos-cubanos-para-o-brasil#comment-1368421

        Caro(a), “midiacrucis”, sugiro identificar-se da próxima vez, simplesmente por questões de EDUCAÇÃO.
        E contenha-se, você!

        Juliano Nascimento, médico EXCLUSIVO da ESF.

        PS: Espero não ter este comentário censurado e não publicado! Por sinal, o publicarei na íntegra, todo o conteúdo dessa discussão aqui, n’outros blogs…

  3. Jose antonio disse:

    Eu responderia a ela assim um medico cubano receitou 5 remedios para minha filha que deveriam ser tomado em horas alternadas, então ela nem podia dormir direito, 2 dois depois nada de resolver, ai fui em outro medico o mesmo achou um absurdo, ele receitou um remédio a cada coisa, ai ele cancelou tudo e passou um, 12 horas depois a minha filha estava otima. ele disse que ela estava com infecção de urina e receitou até remédio de dor de barriga.

  4. Pingback: Delegado George Melão – MINISTÉRIO PÚBLICO “versus” SOCIEDADE | SCOMBROS

  5. “Vergüenza debería darle a cualquier médico de cualquier país, si tiene que recibir extranjeros para que se trasladen a los lugares pobres, intrincados, lejanos y que aún se desconoce cuál es el estado de salud que presentan sus habitantes.”
    Os médicos do Brasil deveriam ficar envergonhados do país ter que contratar médicos cubanos para dar assistência médica as populações das regiões mais inóspitas!
    A declaração da advogada generaliza, mas a tradução mais correta seria esta que não foge ao que declarou. Os médicos brasileiros que geraram esta situação e agora criticam a solução, mas não a souberam evitar. Grandes médicos! Necessitamos submetê-los a exame de competência profissional para não causarem mais danos à população!

    • Luiz de oliveira disse:

      Os medicos do brasil nao vao para o interior pq lá nso existe condiçoes minimas para trabalhar, por mais dinheiro que paguem. Se os cubanos sao tao capacitados porque eles nao passam na prova de revalidaçao, se sao tao bons, eram para ser aprovados e isso nao ocorre,

      • midiacrucis disse:

        Se pensava em trabalhar no interior e gostaria de melhores condições é pq nunca pensou em ser médico e sim ganhar dinheiro com isto. Medicina tem outro viés além de claro, ser uma profissão que dê condições de viver uma vida digna. Quantas vezes lutou, quais seus projetos, quais os resultados…lembra da CPMF – a direita cortou para prejudicar a sua própria classe. Foram 40 bi a menos para a saúde! Quais foram seus argumentos contrários a essa ação direitista e politizada contra o povo brasileiro? https://midiacrucis.wordpress.com/2013/05/09/pfldem-e-psdb-tiraram-dos-brasileiros-o-direito-a-saude-e-a-educacao/ Além do que, fiscalizava e taxava toda a movimentação do ricos que sonegam, outro grande problema deste país. Que perde muito dinheiro e quem faz isso…os pobres?

      • vicente disse:

        O que seriam essas tão faladas condições minimas?equipamentos medicos? Ou não seriam talvez,shoping center,teatro , academia,restaurante japones, praia e outras coisitas do tipo,sem as quais essa classe media consumista sem noção é incapaz de viver viver uma semana sequer, Creio que as principais condições que falta a uma grande parcela de medicos brasileiros para atuar no interior é censo de de solidariedade, é visão humanista e isto infelizmente não nõ se adquire na universidade que temos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s