Cultura: Doze homens e uma sentença


Um jovem porto-riquenho é acusado de ter matado o próprio pai e vai a julgamento. Doze jurados se reúnem para decidir a sentença, com a orientação de que o réu deve ser considerado inocente até que se prove o contrário. Onze dos jurados, cada um com sua convicção, votam pela condenação. O jurado número 8, o sr. Davis, é o único que acredita na inocência do jovem e, enquanto tenta convencer os outros a repensarem a sentença, traços de personalidade de cada um dos jurados vão sendo revelados.

12 Angry Men (br: Doze Homens e uma Sentença — pt: Doze Homens em Fúria) é um filme estadunidense de 1957, do gênero drama, dirigido por Sidney Lumet. Uma das principais características da obra é a prevalência de apenas uma locação, a sala onde os jurados decidem o destino do réu. Há apenas dois outros breves cenários: uma rápida cena, no início do filme, mostrando a corte de julgamentos, e a cena final, em que o personagem de Henry Fonda deixa o Tribunal.

Elenco

Henry Fonda…. Davis, jurado nº 8
Martin Balsam…. jurado nº 1
John Fiedler…. jurado nº 2
Lee J. Cobb…. jurado nº 3
E.G. Marshall…. jurado nº 4
Jack Klugman…. jurado nº 5
Ed Binns…. jurado nº 6
Jack Warden…. jurado nº 7
Joseph Sweeney…. McCardle, jurado nº 9
Ed Begley…. jurado nº 10
George Voskovec…. jurado nº 11
Robert Webber…. jurado nº 12
John Savoca…. acusado
Rudy Bond…. juiz
James Kelly…. guarda
Billy Nelson…. oficial da Corte
Principais prêmios e indicações

Oscar 1957 (EUA)
Indicado nas categorias de Melhor Diretor, Melhor Filme e Melhor Roteiro Adaptado.
BAFTA 1958 (Reino Unido)
Venceu na categoria de Melhor Ator Estrangeiro (Henry Fonda).
Indicado na categoria de Melhor Filme.
Festival de Berlim 1957 (Alemanha)
Recebeu o prêmio OCIC.
Recebeu o Urso de Ouro.
Prêmio Edgar 1958 (Edgar Allan Poe Awards, EUA)
Venceu na categoria de Melhor Filme.
Globo de Ouro 1958 (EUA)
Recebeu indicação nas categoria de Melhor Filme (drama), Melhor Ator – Drama (Henry Fonda), Melhor Diretor de Cinema e Melhor Ator Coadjuvante (Lee J. Cobb).
Prêmio Bodil 1960 (Dinamarca)
Venceu na categoria de Melhor Filme Americano.

CURIOSIDADES:
Não existe nenhuma mulher no elenco, e apenas uma (Faith Elliott) aparece na equipe creditada do filme.
Henry Fonda, além de ator, também foi o produtor do filme.
Na sala do júri, os personagens são identificados pelo número em que estão sentados em volta da mesa e apenas dois jurados têm seu nome revelado no epílogo, quando o jurado número 8 (Henry Fonda) encontra com o jurado número 9 (Joseph Sweeney) nas escadarias do tribunal e Fonda se apresenta como “Davis”, e Sweeney como “McCardle”, se despedem e cada um segue seu caminho.
Dez jurados são identificados pelo trabalho ou profissão que exercem: o jurado número 1 é treinador de futebol em escola de segundo grau, o jurado número 2 é bancário, o jurado número 3 tem um serviço de mensagens, o jurado número 4 é corretor da bolsa de valores, o jurado número 5 é pintor, o jurado número 7 é vendedor, o jurado número 8 é arquiteto, o jurado número 10 é proprietário de uma garagem, o jurado número 11 é relojoeiro e o jurado número 12 é publicitário.
Com a morte de Jack Warden (jurado número 7) em 19 de julho de 2006, Jack Klugman (jurado número 5) é o único dos doze jurados de 12 Angry Men que ainda está vivo.
Dos 93 minutos do filme, apenas 3 são fora da “Sala do Júri”.
A peça foi montada pela primeira vez no Brasil em 2010, com direção de Eduardo Tolentino de Araújo

Sobre midiacrucis

Rompendo o apartheid-midiático. Buscando informações que o PIG omite, distorce, oculta...desinforma.
Esse post foi publicado em Brasil, Cultura, Dilma, Educação, Julgamento e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s