Equador: 11 argumentos para proteger Assange


Estes são os motivos apresentados pelo ministro de Relações Exteriores, Ricardo Patiño, para conceder o asilo político ao fundador do WikiLeaks.

Fonte: Publico.es

Argumentos do Governo do Equador

1. Que, Julian Assange é um profissional da comunicação premiado internacionalmente por sua luta em favor da liberdade de expressão, liberdade de imprensa e dos direitos humanos em geral;

2. Que, Assange compartilhou com o público global informação documental privilegiada que foi gerada por diversas fontes e que afetou funcionários, países e organizações;

3. Que, existem sérios indícios de retaliação por parte de um país ou países que produziram a informação divulgada pelo Sr. Assange, represálias que podem colocar em risco sua segurança, integridade e inclusive sua vida;

4. Que, apesar dos esforços realizados pelo Estado equatoriano, exigindo dos países dar segurança e proteger a vida do Sr. Assange, isto foi negado;

5. Que, existe a certeza das autoridades equatorianas de que é possível a extradição do Sr. Assange a um terceiro país fora da União Europeia sem as devidas garantias para sua segurança e integridade pessoal;

6. Que a evidência jurídica mostra claramente que , a extradição aos EUA, o Sr. Assange não teria julgamento justo, poderia ser julgado pelos tribunais especiais ou militares, e não é inverossímil que se aplique um tratamento cruel e degradante, e que o condenem a prisão perpétua ou a pena capital, e com isto não seriam respeitados os direitos humanos.

7. Que, ainda que o Sr. Assange deva responder por investigação aberta na Suécia, o Equador está consciente que a promotoria sueca teve uma atitude contraditória que impediu ao Sr. Assange o pleno exercício legítimo de direito a defesa;

8. Que o Equador está convencido de que foram dificultados os direitos processuais do Sr. Assange durante a dita investigação;

9. Que o Equador constatou que o Sr. Assange se encontra sem a devida proteção e auxílio que devia receber por parte do Estado do qual é cidadão;

10. Que, o teor de várias declarações públicas e comunicações diplomáticas realizadas pelos funcionários da Grã-Bretanha, Suécia e EUA, se inferem que os ditos governos não respeitariam as convenções e tratados internacionais, e dariam prioridade às leis internas de hierarquia secundária, violando normas expressas de aplicação universal;

11. Que, se o Sr. Assange for levado à prisão preventiva na Suécia (tal e qual é costume naquele país) se desencadearia uma série de eventos que impediria que se tomem medidas de proteção ulteriores para evitar uma possível extradição a um terceiro país.

Consulta el comunicado íntegro del ministro de Exteriores de Ecuador, Ricardo Patiño, sobre la concesión del asilo político a Julian Assange

Sobre midiacrucis

Rompendo o apartheid-midiático. Buscando informações que o PIG omite, distorce, oculta...desinforma.
Esse post foi publicado em América Latina, CIA, Cidadania, Comunicação, Manipulação, Midiacracia, PIG, Política, Soberania, Wikileaks e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Equador: 11 argumentos para proteger Assange

  1. Denil Tucci disse:

    Seria muito interessante que publicassem as notícias e informações divulgadas por Assange.

  2. luizmullerpt disse:

    Reblogged this on Luizmuller's Bloge comentado:
    Equador: 11 argumentos para proteger Assange

  3. Assange é um ícone da repulsa mundial aos métodos criminosos das manobras yankees para dominarem o planeta que lhes foge debaixo dos pés por causa dos saques, destruições e genocídios que têm feito desde Hiroshima e Nagasaki.
    A velha Grã-Bretanha que outrora dava guarida a tantos corsários famosos por seus assaltos a galeões espanhóis e lusitanos carregados de ouro e prata, não poderia fugir à responsabilidade secular de continuar apoiando quem continua fazendo do saque demolidor, modus vivendi, talvez ficasse melhor way of life, mas como deu para sentir no encerramento dos Jogos Olímpicos, é um país sem criatividade, agora submisso a seus filhos e netos yankees, meninos precoces muito malcriados que desejam fazer do mundo um play center onde possam cobrar ingressos à vontade e divertir-se matando quem questiona o valor absurdo dos bilhetes de entrada.
    Cidadãos conscientes do mundo inteiro sabem que a intenção dos governos britânico e sueco é obedecer às ordens de Washington, esquecendo valores humanos e preceitos democráticos que norteiam a sociedade moderna, mas estão sendo muito ignorados nos EUA, no desespero de perderem a cada dia o abusivo privilégio de donos do mundo. O Equador com Rafael Correa merecem todos os elogios e apoio do resto do mundo consciente!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s