Petras: “Clinton, Obama, Panetta, essa troika de mafiosos”


RNV – O acadêmico e analista, James Petras, disse que o presidente Barak Obama, seu antecessor, Bill Clinton e o atual diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), Léon Panetta estão planejando ações para derrotar o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, ante a impossibilidade manifestada de que a oposição possa vencer as eleições no próximo 7 de outubro.

Petras fez estas afirmações, em entrevistas que concedera à emissora Radio Centenario, de Montevidéu, Uruguai.

Ao ser perguntado sobre a situação pré-eleitoral venezuelana, expressou:

“É evidente. Todas as pesquisas mostram que Chávez tem entre 20 e 30% de margem de vantagem sobre a direita e seu candidato, Capriles”.

Neste contexto, Petras acrescentou que a CIA e o governo de Obama, obviamente, não podem derrotar Chávez pela via eleitoral,

“por isso agora estão na linha de várias intrigas.“

Primeiro vão tratar de desqualificar a vitória.

Segundo, estão planejando uma campanha de ações para tratar de criar a desestabilização do Governo. Vão tentar combinar outro tipo de ações para provocar a violência, disse o analista estadunidense.

Perceba as guerras nas quais os EUA estão envolvidos, e assinala:

“Obama é um terrorista. Já vimos como lança guerras contra a Líbia, contra a Síria, ameaça o Irã, utiliza os drones para assassinar, tem toda uma biografia de violência. E com a Venezuela, Clinton, Obama, Panetta, essa troika de mafiosos obviamente está pensando em qualquer ação que pudesse criar o caos nesse país”.

É por isso que justificou a criação do Comando Anti-golpes:

“Por essa razão Chávez convocou a criação de um Comando para preparar medidas preventivas contra estas ameaças e oxalá tenham boa inteligência para penetrar no instrumentos do império que querem evitar o pronunciamento democrático da maioria venezuelanas”.

Ao se referir a situação política e econômica da Venezuela, apontou:

“O grande êxito da gestão de Chávez é a recuperação econômica do país, esta é a razão pela qual o povo apoia Chávez.”

Disse que:

“Isto frustrou a CIA e a direita na Venezuela, porque ter Chávez por mais seis anos como presidente não é exatamente, o que eles gostariam, porque perderam muita influência na América Latina, particularmente agora com a nacionalização da Repsol, na Argentina” 

Obs: Devem estar ainda mais frustrados agora que Evo Morales fez o mesmo na Bolívia.

Tradução livre

Fonte: Contrainjerencia

Leitura relacionada:

Rússia se prepara a guerra dos EUA e Israel contra o Irã

Anúncios

Sobre midiacrucis

Rompendo o apartheid-midiático. Buscando informações que o PIG omite, distorce, oculta...desinforma.
Esse post foi publicado em América Latina, CIA, EUA, Guerra, Irã, Israel, Política, Rússia, Síria, Soberania e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Petras: “Clinton, Obama, Panetta, essa troika de mafiosos”

  1. Pingback: Petras: “Clinton, Obama, Panetta, essa troika de mafiosos … | Info Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s