FST – Dilma e a Revolução dos Cravos


Grândola vila morena
Terra da fraternidade


O povo é quem mais ordena


Dentro de ti ó cidade
Dentro de ti ó cidade

Dilma deu uma banana pra Davos e veio a Porto Alegre onde disse que as fórmulas europeias para a crise  são fracassadas e que o outro mundo possível está sendo construído pelos governos populares da América Latina.

Disse que é cada vez maior a distância entre o mercado e as vozes das ruas…..Dilma citou a Revolução dos Cravos ( 25/04/1974), de Portugal, lembrando que “o povo é quem mais ordena”, como diz a canção Grandola, Vila Morena!!!

Cantado por Zeca Afonso – Grândola, Vila Morena

Abaixo a letra em português e espanhol

*****

Disse ainda que economia sustentável é mais salário, mais emprego, mais indústrias, mais estado, políticas sociais de proteção aos mais miséráveis e integração soberana com a América Latina e CAribe.

Daqui ela vai para Cuba e Haiti anunciar novos investimentos lá, inclusive para o Porto de Mariel, o maior do Caribe e uma hidrelétrica no Haiti, construída pelo Batalhão de Engenharia do Exército Brasileiro.

Depois há quem tente vaiá-la, como aqui houve, e quem não entenda a sua popularidade

Jornalista Beto Almeida direto do FST -Porto Alegre, enviado por email.

*********

Grândola  – Vila Morena

Grândola vila morena
Terra da fraternidade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti ó cidade
Dentro de ti ó cidade
O povo é quem mais ordena
Terra da fraternidade
Grândola vila morena

Em cada esquina um amigo
Em cada rosto igualdade
Grândola, vila morena
Terra da fraternidade
Terra da fraternidade
Grândola, vila morena
Em cada rosto igualdade
O povo é quem mais ordena

À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade
Jurei ter por companheira
Grândola a tua vontade
Grândola a tua vontade
Jurei ter por companheira
À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade

Grándola, villa morena (En castellano)

Grándola, villa morena,
tierra de la fraternidad;
el pueblo es quien más ordena,
dentro de ti. Oh, ciudad.

Dentro de ti, oh, ciudad,
el pueblo es quien más ordena;
tierra de la fraternidad,
Grándola, villa morena.

En cada esquina un amigo,
en cada rostro, igualdad.
Grándola, villa morena,
tierra de la fraternidad.

Tierra de la fraternidad,
Grándola, villa morena;
en cada rostro, igualdad,
el pueblo es quien más ordena.

A la sombra de una encina
de la que ya no sabía la edad,
juré tener por compañera,
Grándola, tu voluntad.

Grándola, tu voluntad,
juré tener por compañera,
a la sombra de una encina
de la que ya no sabía la edad.

Anúncios

Sobre midiacrucis

Rompendo o apartheid-midiático. Buscando informações que o PIG omite, distorce, oculta...desinforma.
Esse post foi publicado em América Latina, Brasil, Comunicação, Cultura, Guerra, Soberania e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s