As Crianças na Libia estão chorando…na Palestina, Afeganistão, Somália, Iraque…


Eu queria ser um sábio.Nos livros antigos está escrito o que é a sabedoria:
Manter-se afastado dos problemas do mundo
e sem medo passar o tempo que se tem para
viver na terra;
Seguir seu caminho sem violência,
pagar o mal com o bem,
não satisfazer os desejos, mas esquecê-los.
Sabedoria é isso!
Mas eu não consigo agir assim.
É verdade, eu vivo em tempos sombrios!

II

As Crianças na Líbia estão chorando…

Nada É Impossível De MudarDesconfiai do mais trivial ,
na aparência singelo.
E examinai, sobretudo, o que parece habitual.
Suplicamos expressamente:
não aceiteis o que é de hábito como coisa natural,
pois em tempo de desordem sangrenta,
de confusão organizada, de arbitrariedade consciente,
de humanidade desumanizada,
nada deve parecer natural nada deve parecer impossível de mudar.

As crianças na Palestina são presas por brincarem….

Soldados israelíes vigilan hoy en Hebrón a diversos niños palestinos que fueron arrestados en el primer día del Eid al-Fitr en Hebron, Cisjordania, por jugar con sus armas de juguete en Hebron – EFE/ABED AL HASHLAMOUN

Por Ilan Pappé

En memoria de Juliano Mer-Khamis

Las imágenes hablan por si solas. Desde 1967 Israel ha detenido a 700.000 palestinos, un 20% de la población de los territorios ocupados aquel año. Muchos son menores de edad que sufren torturas en el Campamento Offer y son condenados sin juicio

Aparecen en mitad de la noche cuando los niños están profundamente dormidos, tal vez soñando con una vida mejor. Con los ojos tapados, amordazados, esposados, los menores son llevados a los camiones y esa misma mañana apriscados en el Campamento Offer, departamento número 2 del Juzgado Militar, también conocido como Departamento Infantil. Durante ese día -y todos los demás- tendrán que permanecer sentados en una especie de clase donde no hay profesores y tampoco padres, pero sí jueces, fiscales y muchos guardias. Tienen entre 10 y 13 años los mayores y están acusados de tirar piedras a las fuerzas armadas israelíes, probablemente denunciados por sus propios compañeros de clase. Serán brutalmente interrogados: golpes en la cara y el abdomen, privación de sueño, pinchazos de aguja en manos, piernas y pies, amenazas de violencia sexual y, en algunos casos, electrochoques. Suelen confesar enseguida, están aterrorizados, pero solo cuando aceptan convertirse en colaboradores les sueltan, si es que les sueltan.

Ofra Ben-Zevi, una de las pocas y valientes mujeres israelíes que trabaja sin descanso por el despertar nacional e internacional de las conciencias dormidas, dice que a esta política criminal y odiosa hay que llamarla la cacería del niño. CLIQUE NO TÍTULO DESTE ARTIGO E CONTINUE LENDO.

Lendo HorácioMesmo o diluvio
Não durou eternamente.
Veio o momento em que
As águas negras baixaram.
Sim, mas quão poucos
Sobreviveram!

Na Somália as crianças não tem força para chorar…por fome 

“Ela tem muita fome, mas acho que ficou fraca demais para chorar”, diz Shukri Mohamed, 28, embalando seu bebê de oito meses. Pele e osso, a criança tem os olhos vidrados, indiferente ao bando de moscas que passeiam sobre seu rosto. Continue lendo acesse o link no artigo

Dizem-me: come e bebe!
Fica feliz por teres o que tens!
Mas como é que posso comer e beber,
se a comida que eu como, eu tiro de quem tem fome?
se o copo de água que eu bebo, faz falta a
quem tem sede?
Mas apesar disso, eu continuo comendo e bebendo.

Paquistão: 168 crianças assassinadas pela CIA

Por Chris Woods, do Bureau of Investigative Journalism

O Bureau of Investigative Journalism, parceiro da Pública, identificou relatos sobre 168 crianças assassinadas – 44% dos 385 civis mortos – em sete anos de ataques de aviões não tripulados, pilotados remotamente pela CIA, em áreas tribais do Paquistão.

Na Morte De Um Combatente Da Paz

Aquele que não cedeu 

Foi abatido
O que foi abatido
Não cedeu.
A boca do que preveniu
Está cheia de terra.
A aventura sangrenta
Começa.
O túmulo do amigo da paz
É pisoteado por batalhões.
Então a luta foi em vão?
Quando é abatido o que não lutou só
O inimigo
Ainda não venceu.

Crianças mortas nos ataques da Otan Afeganistão

Ataque aéreo da Otan mata 14 civis, incluindo 12 crianças. Caso é um entre vários registrados recentemente. Mais de 30 civis morreram em ataques das tropas internacionais nos últimos dias, dizem autoridades locais. Clique no título do artigo e continue lendo

Iraque – 35 crianças mortas ao serem usadas por militares ianques como escudos humanos

Nessa zona, decorria um acto institucional que foi objecto de um ataque à bomba da resistência. Sabendo que podiam ser alvo de ataques guerrilheiros, miltares ianques decidírom atrair para o lugar um grande número de crianças que andavam a brincar em ruas adjacentes, oferecendo-lhes doces e festa.

O meninho Abdel Rahman Daud, de doze anos, confirmou que soldados norte-americanos chamárom numerosas crianças, que acudírom ao local quando se produziu a potente explosom, atingindo de cheio um carro de combate ianque e matando e mutilando dúzias de meninhos e meninhas iraquianas.

Elogio da Dialética

A injustiça passeia pelas ruas com passos seguros.
Os dominadores se estabelecem por dez mil anos.
Só a força os garante.
Tudo ficará como está.
Nenhuma voz se levanta além da voz dos dominadores.
No mercado da exploração se diz em voz alta:
Agora acaba de começar:
E entre os oprimidos muitos dizem:
Não se realizará jamais o que queremos!
O que ainda vive não diga: jamais!
O seguro não é seguro. Como está não ficará.
Quando os dominadores falarem
falarão também os dominados.
Quem se atreve a dizer: jamais?
De quem depende a continuação desse domínio?
De quem depende a sua destruição?
Igualmente de nós.
Os caídos que se levantem!
Os que estão perdidos que lutem!
Quem reconhece a situação como pode calar-se?
Os vencidos de agora serão os vencedores de amanhã.
E o “hoje” nascerá do “jamais”.

 Antologia Poética de Breschntantologia 

Sobre midiacrucis

Rompendo o apartheid-midiático. Buscando informações que o PIG omite, distorce, oculta...desinforma.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para As Crianças na Libia estão chorando…na Palestina, Afeganistão, Somália, Iraque…

  1. O mundo cada vez mais doente . O imperialismo cada vez mais cruel. O capital cada vez mais importante que as pessoas,os animais, a natureza … esse é o mundo triste, feio e covarde que vamos legar as futuras gerações

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s