Igrejas e os “Tostões de Pedro” e Brasil – O “Manso Servil”


Frei Tito atormentado até a morte! 

“Se minha alma está morta, quem a ressuscitará?” 
(Frei Tito em um dos poemas de despedida).

Depois de 14 meses de sofrimento nos porões da ditadura, Frei Tito foi um dos 70 presos trocados pelo embaixador suiço Giovanni Enrico Bücher. Voou em janeiro de 1971 para o exílio no Chile, de onde seguiu depois para Roma, onde o Vaticano não aceitou um “padre vermelho“, e foi acolhido na França pelos dominicanos. As feridas do corpo se cicatrizaram, mas as torturas deixaram marcas indeléveis na alma. Leia mais (dica do @cidoli)

*****************

As religiões vivem no fausto, a população na miséria!

Cidades dos Romeiros

A Igreja católica gasta milhões para dar conforto aos seus fieis mas esquece a fome no mundo, protege os pedófilos e se deita no fausto. O Brasil – Estado laico – banca com o dinheiro do povo (BNDES) o “turismo religioso” e esquece: o saneamento básico, erradicação do analfabetismo, educação pública, livros didáticos públicos, jornal público,  cultura, educação… para atender às ordens divinas do Vaticano, de cabeça baixa, ajoelhado no genuflexório. Por que as igrejas não cuidam de seu próprio turismo, da manutenção de seus templos e igrejas, pois o que não lhes faltam é dinheiro roubado aos fieis em nome de deus, os “Tostões de Pedro”.

Tostões, pois sim! E a isenção de impostos? E o laudêmio?

MINISTÉRIO PÚBLICO – VAMOS ABRIR AS CONTAS DAS IGREJAS, ASSIM COMO, DOS BANCOS, REVER AS CONCESSÕES PÚBLICAS COMO RÁDIO, TVS, JORNAIS E REVISTAS (ISENTAS E ISENTAS) E DAS FUNDAÇÕES E SEUS TENTÁCULOS –> AS ONGs?

Arrendamento perpétuo ( laudêmio)!!!!!!!!! a Igreja NÃO PAGA impostos…COBRA eternamente, em nome de deus!

Quando ocorre a transferência de escritura, o
proprietário tem de pagar  2,5% sobre o valor de
venda do imóvel. Por exemplo, se o valor do imóvel
for de R$ 100 mil, o vendedor terá de pagar à Igreja
R$ 2.500,00, como uma espécie de arrendamento 
perpétuo, uma vez que o domínio da terra pertence
à  Instituição!

“Proteção – O laudêmio existe desde a época da colonização, quando a Coroa Portuguesa autorizava a utilização da terra mediante pagamento de uma pensão anual conhecida como foro, e persiste até hoje para terrenos da Igreja, da União, do Município e de algumas famílias. Os terrenos de Marinha datam da invasão francesa e surgiu como uma taxa de proteção de guerra, no custeio das fortificações contra os invasores.

No que se refere à propriedade destas terras/imóveis, denominados foreiros, hoje consta que a União Federal possui e detém 30% deles, enquanto a Igreja Católica possui 60%, ficando o restante com particulares e com herdeiros da família imperial brasileira.”  Tostões de Pedro

La visita del Papa no sale gratis

Dica @jprcampos

Espanha: visita do Papa é de “EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO” !

Quem são os patrocinadores? empresa de comunicação (Prisa, Telefônica), Banco Santander… qual o interesse???

Organizar la visita del Papa y del millón de personas que la jerarquía católica espera reunir en Madrid del día 16 al 21 es “como montar una boda a lo bruto”, según el director financiero de la Jornada Mundial de la Juventud (JMJ), Fernando Giménez Barriocanal. Cuesta mucho dinero. Giménez asegura que con los 31,5 millones de las inscripciones de los 456.380 peregrinos y 30.000 voluntarios, los 16,5 millones de los patrocinios de grandes empresas españolas (que obtienen deducciones porque el Gobierno ha declarado el evento de “excepcional interés público”) y los 2,5 millones de las donaciones individuales podrán gastar 50 millones, que es lo que han presupuestado. Clique no titulo acima para ler na íntegra.

Leiam : HEGEMONIA E EDUCAÇÃO: A guerra de posição dos intelectuais católicos na luta pela restauração

De Vania Mara Pereira Machado

***********

O QUE MUDOU, MESMO?

  • Corvéia: trabalho dos servos e vilões na reserva senhorial durante alguns dias da semana, que podiam variar de dois a cinco.
  • Talha: imposto que correspondia a uma parte de tudo o que era produzido no manso servil, pago na forma de produtos.
  • Banalidades: imposto pago pelo uso das instalações do domínio senhorial (forno, moinho, celeiro etc.)
  • Mão-morta: tributo pago pela família de um servo morto para a manutenção do direito de usar a terra.
  • Capitação: imposto pago por cada membro da família servil (por cabeça).
  • Censo: espécie de renda paga pelos vilões e por outros homens livres.
  • Taxa de casamento: imposto pago pelo servo que se casasse com uma pessoa de outro feudo.
Além das obrigações para com o senhor feudal, os servos também pagavam impostos para a Igreja. O Tostão de Pedro era uma taxa que a Igreja cobrava em ocasiões determinadas, sendo parte dela enviada ao papa, em Roma.

Sobre midiacrucis

Rompendo o apartheid-midiático. Buscando informações que o PIG omite, distorce, oculta...desinforma.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s