CONFERENCIA PARA A PAZ E CONTRA O TERRORRISMO REALIZADA no IRÃ TEM APOIO MUNDIAL e IRRITA EUA


 Conferência Internacional Contra o Terrorismo e pela Paz Mundial realizada no IRÃ tem apoio dos movimentos pacifistas e humanistas mundiais e oposição dos EUA.

Por ZÓBIA SKARTINNI e KATHARINA GARCIA.

RJ\SP\TEHRAN: 205\11: AGNOT – MIDIA EUROLATINA – Realizada nos dias 14 e 15 de maio deste, em Tehran, no Irã, promovida pelo movimentos sociais de oitenta países  comprometidos com a luta pela paz mundial, os direitos humanos e á proteção do meio ambiente, e apoiada pelo governo iraniano, encerrou-se com um pronunciamento do Presidente Ahmednejad defendendo a união dos povos contra o terrorismo e pela construção de um projeto de solidariedade internacional que leve o mundo á Paz mundial, a Conferencia Internacional Contra o Terrorismo e pela Paz Mundial.

       O evento contou com a participação de duzentos e cinco delegados de oitenta e um (81) países, dentre militantes e ativistas dos principais movimentos sociais de países do Oriente Médio, como Egito e Tunísia, que recentemente derrubaram seus ditadores , representantes do Afeganistão, Paquistão, China, Japão, Austrália, EUA, Canadá,  Índia; de praticamente todos os países da Europa, como Espanha, Grã Bretanha, Itália, França, Russia, Alemanha e Suécia, de mais de vinte países da África e da América Latina, em especial com uma grande delegação da América do Sul onde compareceram delegados do Uruguai, Paraguai, Equador, Venezuela e Brasil, dentre outros.

         “O evento agregou especialistas na luta contra o terrorismo e ativistas pela Paz  Mundial de todo o mundo e Tehran foi por toda a semana passada a capital da luta contra o terrorismo e pela Paz Mundial”, afirmou um dos dois brasileiros presente á histórica Conferencia, Advogado Acilino Ribeiro que representou os movimentos populares do Brasil, ligados á luta pela Paz e contra o terrorismo, e proferiu uma importante palestra além de ter sua proposta de uma campanha mundial pela paz bastante aplaudida.

             Acilino Ribeiro também propôs uma campanha mundial e apresentou um slogan que agradou a todos com o lema: “Desarmar o mundo para alimentar os povos”, que terminou por se transformar no lema que diversos movimentos internacionais levarão como palavra de ordem para a luta pela paz em todo o mundo. No entanto a mais importantes das propostas também apresentada por Acilino Ribeiro foi da criação do TPH – Tribunal Penal da História, para julgar moralmente criminosos de guerra e terroristas como os que atualmente provocam guerras no mundo e ou que tenham promovido genocídios contra a humanidade e devem permanecer no lixo da história, como Nero, que incendiou Roma, Torquemada que comandou a Inquisção, Hitler que provocou a 2ª Guerra e criminosos contemporâneos como George Bush, Barak Obama, Nicolas Sarkozy, David Cameron e Hillary Clinton, dentre outros que estão promovendo um banho de sangue no Oriente Médio, no Afeganistão e outras partes do mundo, assassinando crianças, velhos, mulheres e gente inocente, afirmou.

       As propostas do representante brasileiro chamaram tanto a atenção dos participantes que o Presidente Ahmednejad ao encerrar a Conferência dedicou alguns minutos a conversar com ele, Acilino Ribeiro, agradecendo-lhe e incentivando-o a continuar a luta pela Paz e contra o terrorismo, afirmando-lhe também que é muito grato ao ex presidente Lula por seus esforços em benefício da Paz e da segurança internacional.

         Acilino disse que a participação de Ahmednejad e seu apoio á Conferencia o qualificam como um dos principais líderes pacifistas da história e que sua contribuição ao processo de construção da Paz Mundial e da luta contra o terrorismo mundial  desagrada ao imperialismo porque levará prejuízo ao complexo industrial militar norte americano, que gasta milhões de dolares em campanhas publicitárias e promovendo o terrorismo de estado, midiático, religioso e policial, vendendo armas e fazendo guerras.

       Dentre os participantes na luta contra o terrorismo mundial e militância pela paz estava presente além de Acilino Ribeiro que concedeu entrevista á imprensa brasileira logo que retornou ao Brasil, especialistas de várias áreas no combate ao terrorismo e no ativismo pela Paz Mundial, como o Físico Nuclear italiano, Massimo Santi; a advogada britânica dos direitos humanos Victoria Katherine; o jornalista e Diretor do jornal Uruguai Liberaccion, Miguel Beloqui;  o escritor equatoriano Jaime Zavala;  o Presidente do Comitê iraquiano de Combate ao Terrorismo Ali Alssaray; o economista chinês e famoso professor da Universidade de Pequim, Ding Dou;  Hussen Juma, Presidente da União de Escritores Árabes e famoso professor da Universidade de Damasco.  Da Grécia esteve presente o Bispo da Igreja Ortodoxa Ignatios Stavropoulos; o Deputado Hon Dokora, Ministro da Educação, Esporte, Arte e Cultura, do Zimbawe. Também participou do evento o experiente  Assessor Nacional da Defensoria do Povo do Equador, Fernando Garzon, dois rabinos norte americanos  (foto abaixo) e ainda o Padre Dimitri Stravos também membro da delegação brasileira.

       No momento da realização da Conferencia em Tehran, diversos meios de comunicação nos EUA realizavam criticas ao evento sob diversas formas de pressão do governo estadunidense, que teme uma onda de protestos mundiais em defesa da Paz Mundial e contra o terrorismo internacional, o que compromete demasiadamente sua economia, fundamentada basicamente na produção e venda de armas do poderoso complexo industrial militar do país, além de facilitar que venha a público as ligações dos serviços secretos norte americanos com organizações terroristas de todo o mundo, como a Al Qaeda, uma espécie de braço armado da Casa Branca e da CIA; da AUC, Autodefesas da Colômbia, sócia do narco-terrorismo na América Latina e que trabalha associada á empresas contratadas pelo Pentágono para a proteção de políticos que apóiam os EUA nos respectivos países.

           A Conferencia teve quatro eixos e debateu dentre outros assuntos: 1. Concepções e Contextos, Definições e Tipologia; 2. Atores, Estruturas e Funcionamento; 3.  Cultura e Mídia; e 4. Paz Justa. Prevenção e Eliminação do Terrorismo. Esses temas foram debatidos  com a presença não só de ativistas de todo o mundo, mas principalmente de especialistas desta quatro áreas de discussão.

      O evento foi encerrado com um discurso do Presidente Ahmednejad que pediu a união de todos os movimentos sociais do planeta em favor da paz e da segurança mundial e uma articulação internacional na luta contra todas as formas de terrorismo, seja ele midiático, religioso, político, cultural, econômico e principalmente de estado. Ahmednejad foi muito aplaudido inclusive pela delegação norte americana composta basicamente de rabinos judeus (fotos abaixo).        

 FONTES – PEACETRIBUNE \ INTERPRENSA \ IRANEWS – Em 20.05.11 –  ZS-KG.

 INFORME EXTRA:       O Advogado Acilino Ribeiro concedeu entrevista coletiva de duas horas ás Redes de Noticias, AGNOT – Agência de Noticias 3º Mundo; para a MÍDIA LATINA; para a REDE INTERPRENSA DE NOTICIAS e á INTERPRESS DIPLOMATIKa pedido da REMI, Rede Midiática Internacional, e será publicada e enviada aos cinco milhões de endereços eletrônicos das citadas redes e agências acima citadas a partir do dia 30 próximo. Participaram da entrevista os cinco principais jornalistas que compõem a REMI.

Fonte:  PEACETRIBUNE veja as fotos

Sobre midiacrucis

Rompendo o apartheid-midiático. Buscando informações que o PIG omite, distorce, oculta...desinforma.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s